Gene Vincent’s Legendary Blue Caps (1993)

Já escrevi em algum momento neste blog e reforço agora: Odeio coletâneas!

E somente em casos extremos eu apelo para algumas delas na falta de álbuns originais, ou álbuns difíceis de se achar (achado ou baixado na internet não vale).

Mas de que outro jeito e quem em sã consciência ainda deixaria editadas as gravações feitas pelos Blue Caps, a fantástica banda que acompanhou o gênio Gene Vincent sem o Gene Vincent?

Em tempos de capitalismo extremo e necessidade constante de resultados, giro de estoque ou demandas emergenciais e com a derrocada da indústria do Disco?

Pior, quem ainda se importaria?

Ainda tem muito maluco por ai… e faz favor de me incluir…

Essa compilação lançada em 1993, de maneira absolutamente empreendedora, corajosa e artesanal pelo selo britânico Magnum Force prestou um gigantesco serviço aos bons sons ao capturar essa espetacular banda de apoio em diversos momentos de sua carreira pós-falecimento precoce do monstro Vincent.

Principalmente por resgatar os momentos guitarristicos precisos e geniais de dois pilares das seis cordinhas dos anos 50, que ajudaram a moldar todo o rock na sua gestação: Cliff Gallup e Johnny Meek.

Cliff é tão fundamental e ao mesmo tempo tão menosprezado, que precisou o Jeff Beck fazer um belíssimo disco há alguns anos atrás chamado “Crazy Legs”, onde ele só tocou repertório dos Blue Caps e pagou um pau geral a Cliff, para que ele voltasse a ser lembrado pelas gerações futuras.

Essa compilação captura o retorno dos Blue Caps no inicio dos anos 80 com Johnny Meeks, algumas faixas instrumentais do conjunto de Cliff Gallup e seu 4Cs nos anos 60 e pro final Jerry Lee Merritt, guitarrista e cantor que por um breve período se juntou a Gene no final dos anos 50, também comparece com algumas gravações também datadas dos anos 80.

E ainda tem uma faixa do The Champs, banda de surf rock instrumental foderosa que Johnny Meeks montou nos anos 50 e que alimentava profunda admiração por parte de Gene.

Enfim crianças, isso é rock puro, isso é a genesis criadora de toda a cultura popular jovem do século XX.

Só isso.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s