Helmet – Meantime (1992)

E num belo dia o então estudante de violão clássico Page Hamilton descobriu o hardcore e largou os estudos rígidos para a descontração do hardcore barulhento.

Mais ou menos.

Sim, ele largou o violão clássico em favor do hardcore, mas descontração nunca passou pela cabeça do guitarrista desde que ele montou o Helmet.

Sizudez.

Dá pra descrever dessa maneira a postura do Helmet.

Com uma precisão maníaca e controlada, o quarteto nova-iorquino sempre tocou dentro de um rígido controle de tempo e recursos em que nada é desperdiçado e o menos é mais.

Tudo é tão preciso que chega a ser chato, mas o resultado são álbuns ótimos, barulhentos, pesados e com uma cozinha destruidora e poucas vezes repetida na história do rock.

A banda foi mais uma das tantas que conseguiram um lugar ao Sol depois do levante grunge e onde todo mundo queria achar o próximo Nirvana (e que não achariam).

Por sorte, bandas fudidas como o Helmet ganharam projeção e puderam fazer discos barulhentos ao longo de mais 20 anos de atividades ininterruptas.

Meantime saiu num maravilhoso ano de 1992, em que quase discos espetaculares saiam quase todo o mês: Afghan Whigs, Ministry, Superchunk, R.E.M. e tantas outras…

Saudades…

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s