Wanda Jackson – The Party Ain’t Over (2011)

Jack White curte uma coroa.

Jack White é homem de gostos excêntricos e curte produzir álbuns de cantoras velhas e dar a elas a real dignidade que todo artista veterano merece.

Foi o que ele fez com Loretta Lynn e ano passado com a lenda Wanda Jackson.

Wanda foi contemporânea de Elvis Presley.

Tecnicamente, na regra da etiqueta, ela veio antes… foi a primeira mulher a cantar rock e rockabilly em 1955, o que a torna uma das mulheres mais avançadas de seu tempo.

Seguiu pelo country e rockabillly ao longo de 4 decadas até decidir se aposentar e ir jogar bingo com as amigas.

Até chegar uma oferta de voltar, pelas mão do Jack (aquele que curte as coroas), com o apoio de outro fã ilustre, um tal de Bob Dylan e ela saiu da moita para cometer um baita álbum de rock velho com cara de novo. Coisa que quase todo mundo tenta e poucos conseguem.

O repertório é repleto de figurinhas conhecidas do repertório roqueiro, mas não obviedades.

Ok, rola um cover de Amy Winehouse… praticamente igual a original, pequeno pecado dentro de um disco vigoroso, que tem em seu cerne, a oportunidade rara de ouvir essa senhora com mais de 70 anos rugindo, miando e rasgando a voz com força, verdade e entrega que só uma artista do naipe dela é capaz de fazer.

Deixa para a posteridade um belíssimo álbum, a altura de sua relevância e moderníssima.

Se ainda existisse o seriado “Super Gatas”, ela taria dentro quebrando tudo e mandando em todo o mundo.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s