The Beach Boys – Sunflower (1970)

IMG_20150730_102248110

Como assim, vai começar a sessão Beach Boys e não tem Pet Sounds ou Smile?

Really?

Sim.

Se é pra ter um Pet Sounds em edição vinil precisa ser edição original de época.

Esse é um dos poucos, pra não dizer o único, que tenho frescura para reedições em Stereo ou Mono, pois acho que a tecnologia de hoje e as constantes reedições feitas ao longo das últimas decadas, ajudaram a estragar um pouco o som que o Brian Wilson tinha na cabeça e executou na época, assim prefiro cruzar um dia com uma boa edição de época. Conheço o disco de trás pra frente, então ter alguma edição só pra postar aqui não vai rolar.

Começo minha pequeníssima coleção de Beach Boys em 1970, com o álbum menor mas delicioso Sunflower, afinal, sempre haverá Califórnia para os irmãos Wilson. Trata-se de um estado permanente de espirito que não sairá deles nunca.

Sunflower está no meio do caminho entre um grande disco e um disco esquecível, mas como estamos falando de Beach Boys, então a tendência aqui em casa é sempre coloca-los nos patamares dos grandes.

Principal característica é a descentralização das forças, e aqui Dennis Wilson contribui com algumas das melhores músicas do álbum começando com Slip On Through, uma balada com muito soul e de velocidade controlada no bico da bota e um refrão delicioso e o roquinho Got To Know The Woman.

O resto do lado A parece vir num piloto automático, com This Whole World e Add Some Music To Your Day sendo as contribuições melhores de Brian, que parecia cada vez mais distante e desencanado do processo todo, preferindo desbravar seus próprios infernos e demônios.

A família disfuncional vai mais ou menos bem, Dennis continua melhorando seu nível de composição e isso ficava claro na linda balada Forever, terceira faixa do lado B.

O disco ainda guarda muito da tentativa de criar melodias e harmonias grandiosas, mas no final Sunflower é um ótimo disco deslocado em tempo e espaço, muito anos 60 dentro de um inicio de década tão pesado e niilista, assim ninguém deu muita bola para o disco na época e hoje é objeto para completar coleção.

Há uma lindeza que só os Beach Boys eram capazes de proporcionar ao mundo e está lá na faixa 5 do lado B com a incrível At My Window, uma mágica peça musical que parece capturar uma manhã bonita de sol, com as folhas ainda molhadas de orvalho noturno e ventos que lentamente brincam com a flora. De longe, a peça musical mais inesquecível desse ótimo mas incompreendido Play.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s