Ry Cooder – Bop Till You Drop (1979)

Realmente o Ry Cooder é um dos músicos mais doidos que nasceram.

Sente a trajetória:

Anos 60 – como todo o mundo, teve sua banda psicodélica, o bom The Risign Sons e como ótimo guitarrista em ascenção tocou com uma pá de gente até começar sua carreira solo nos anos 70 em que o blues foi o carro-chefe, até a página 2.

Seguiu na década de 70 com blues-rock mas grande ascenção para o soul, até que começou a pirar nos anos 80 como todo o mundo, fez a inesquecível trilha para o filme Paris, Texas tocou no Buena Vista Social Club e recentemente fez um disco de música Celta com o The Chieftains.

Ry sempre foi dono de seu destino e faz o que lhe dá na telha, não quer dizer que ele acerte sempre… tem cada bomba nessa trajetória!

O disco escolhido de hoje não é o mais importante de sua carreira, mas é o lindo e sincero tributo ao soul e rock dos anos 50 e 60, com repertório escolhido a dedo e tocado com a tosquice que seria a década de 80, Ry antecipou os timbres que se usaria a exaustão nos anos seguintes e fez um álbum completamente desconectado com o mundo de então.

É isso que torna esse disco bonito, o mundo pode estar caindo que ele não tá nem ai… vai ser cool assim lá longe…