Musica Gostosa 4 no ar.

Mais uma viagem pelos bons sons no ar…

https://soundcloud.com/jp-bueno/musica-gostosa-v4

Set List de hoje:

The Jesus and mary chain – Some Candy Talking

The Jesus and mary chain – Never Understand (altenative take)

Incredible Bongo Band – Apache

Norma e Nornam – Menina

Seun Kuti – IMF

Brian Eno and Carl Hyde – Daddys Car

C & K Vocal – Dockyards, Railroads, shoes and Hunger

Os Ipanemas – Berimbau

Siouxsie & The Banshees – Candyman

Delgados – Witness

Nicole Willis & The Soul Investigators – Feeling Free

Anúncios

Tentando amar Indie Cindy

 

O Pixies durante muitos anos foi a minha banda do coração.

Eles fizeram tudo o que queria e gostava como músico e guitarrista:

Barulho;

Ruido;

Melodias poderosas e curtas jogadas estrategicamente no meio de maremotos guitarristicos matematicamente calculados para causar os efeitos que causaram e ainda causam aos ouvintes menos atentos e menos exigentes.

Não restam dúvidas sobre a importância e relevância da banda na música moderna dos ultimos 20 anos. Talvez os últimos respiros de criatividade no rock tenham emergido de suas guitarras e seus discos.

Ainda me espanto com Surfer Rosa e coloca-lo pra escutar é como escutar as palavras ancestrais de Deus vindas diretamente D’Ele.

Estranho, bizarro, barulhento… Surfer Rosa não é só o meu disco favorito dos Pixies, como talvez o disco que mais escutei na vida!

E não dá pra dizer que ele ficaram só nisso…

Foram 4 anos de carreira discográfica simplesmente imbativeis!

Surfer Rosa é de 1988, Doolitle veio na sequencia em 1989, Bossanova em 1990 e o canto de cisne Trompe Le Monde em 1991.

Convido a quem ainda não teve essa experiencia, por favor escutem esses 4 discos na sequencia e todo o final dos anos 80 e começo dos 90 farão sentido.

Mas o assunto aqui é a morumbática volta dos Pixies aos palcos e ao disco.

Vi o show deles no ultimo Lollapalooza e foi tão modorrento que tive vontade de rever o VHS que tenho de um show em 1991 e tentar entender o que aquela banda foda ainda tinha de igual com a burocracia que foi esse show de menos de um mês atras.

E ai vem Indie Cindy…

O disco está longe de ser ruim. É até melhor do que as primeiras músicas dava a entender.

Tem muito do que o Pixies sempre pregou… as guitarras milimétricas de Joey Santiago continuam a produzir ótimos momentos, as nuances melódicas aparecem aqui e ali e a voz do Frank Black continua igual (não quer dizer que ela seja boa, mas ainda cabe muito bem).

O começo do disco não empolga, mas o fino fica para as finais… ali dá pra lembrar vagamente que o Pixies ainda é uma banda com boas ideias e furia, mesmo que de maneira palida, mas Snakes e principalmente Jaime Bravo mostram a assinatura de quem fez o disco e que ainda tem alguma coisa pra lembrar a banda que mais invejei na vida.

Ainda estou tentando amar Indie Cindy, mas já estou gostando ao invés de odiar.

Isso já é um passo.

 


Música Gostosa, V.2 no ar…

Mais um para vosso deleite ou não…

Homenagem ao dia das mães e algumas modernidades para eu não ser chamado de velho rabugento…

Tem a nova do Tricky e tem punk e tem Jesus & Mary Chain ao vivo e tem Jair Rodrigues…

https://soundcloud.com/jp-bueno/musica-gostosa-v2


Agora tá no ar…

Pois é, sempre tem uma primeira pra tudo nessa vida…

Primeiro podcast ao ar a gente nunca esquece, quem quiser seguir nessa viagem, seja bem-vindo!

E não reparem a bagunça e a tosquice… tudo tem um porque…

https://soundcloud.com/jp-bueno/musica-gostosa-v1

Set list:

Arthur Conley – Sweet Soul Music

The Earons – Standing Room Only

The Smiths x É O Tcham – Esse Nego Charmoso

Freda Payne – The Unhooked Generation

Garnet Mimms – As Long As I Have You

Warpaint – Love Is To Die (live)

Os Incríveis – O Vendedor de Bananas

Jackie Mittoo – Guetto Organ

Sebadoh – Sister

Paulo Mamedi – Meu Santo É Forte

10cc – I’m Not In Love

 


Discos e Cervejas.

Sábado a tarde, 03 de Maio de 2014 e muitas boas experiências sonoras e sensoriais.

Regado a boas cervejas, tive a honra de mostrar para duas crianças como se ouve música de verdade!

Com dois toca discos, elas ficaram fascinadas com a altíssima tecnologia empenhada em escutar música em LPS.

Segurando a música em suas mãos! Tocando a capa e segurando com firmeza e delicadeza o acetato, tomando conhecimento que esse pedaço de música, se bem cuidado e tratado, existirá por muito mais tempo que todos nós!

Espero ter ajudado a abrir um novo mundo para esses dois futuros homens.

Que sensação gloriosa!

Esse foi mais ou menos o repertório do Set que fiz harmonizando com o ambiente, o Sol e com o pequeno mas muito atento e simpático público que lá esteve.

Que mais dias assim se sucedam!

Joni Mitchell – Talk To Me

Marios Group – Borungku Si Derita

John Fahey – Impressions Of Susan

Sonny Rollins – Stone Rode

Calexico – Black Heart

Delfonics – Ready Or Not Here I Come

Os Ipanemas – Nanã

Kurt Vile – Jesus Fever

Roxy Music – Virginia Plan

J.J. Cale – Cajun Moon

New Orleans Sweet Emma and Her Preservation Hall Jazz Band – Clarinet Marmalade

Fagner – A Palo Seco

Prince – Starfish & Coffee

Aretha Franklin – Two Sides Of Love

Jorge Ben – Cosa Nostra

Ike & Tina Turner – She Came In Through The Bathroom Window

Emilio Santiago – Bananeira

Oswado Nunes and The Pops – Tá Tudo Aí

The Supremes – You Can’t Hurry Love

Joe Cocker – Woman To Woman

Roy Ayers Ubiquity – He’s a Superstar

Dee Felice Trio – O Happy Day

Showaddy Waddy – Chain Gang

Os Nucleares – Apolo 0

Fabian – Gimme a Little Kiss

Syl Johnson – Different Strokes

J.B. Pickers – Freedom of Expression

Wreckless Eric – Waiting On The Surface of The Moon

Dee Dee Sharp – Seven Day Weekend

Nelson Riddle – The Untouchables

The Replacements – Alex Chilton

The Headboys – My Favourite DJ

The Byrds – All I Really Want To Do

João Ricardo – Salve-se Quem Puder

Eumir Deodato – Whole Lotta Love

Woody Guthrie – Oregon Trail

The Zombies – Tell Her No

Los Bravos – Black Is Black

The Wailers – Beat Guitar

Gene Rambo and the Flames – My Little Mama

Orchestre Kanaga De Mopti – N’do n’do

Triston Palma – The First Time